DICAS DE LIVROS QUE ABORDAM GORDOFOBIA E TRANSTORNOS ALIMENTARES

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

GABI LESSA

Blog novo e eu sem escrever nada né? O ano anda tão confuso que nem lendo direito eu estou, quem dirá escrevendo. Mas ano passado eu consegui ler em um ritmo melhor, e vim aqui dar algumas dicas para vocês.

Não sei se é porque eu comecei a reparar mais a questão de gordofobia e transtornos alimentares, mas eu percebi que li muitos livros que abordam essas questões em 2018. Começou com um que eu li no primeiro semestre e me apaixonei.  O livro aborda de forma leve vários temas na adolescência, incluindo a gordofobia. Eu me enxerguei na personagem. Até fiz um vídeo para o IGTV na época e vários stories falando sobre esse livro, porque mexeu mesmo comigo. E forem vários assim depois. Então, para quem perguntou a respeito, aqui está, com muito atraso, a minha listinha de livros que abordam o tema da gordofobia e/ou de transtornos alimentares. Espero que gostem!

OS 27 CRUSHES DE MOLLY, Becky Albertalli (tem na Amazon)

Esse é o livro que eu comentei no IGTV. Na época, comentei com o título inglês, porque ele ainda não tinha sido lançado no Brasil. Mas agora já está disponível em português e eu recomendo demais! Essa autora tem feito sucesso, e seu primeiro livro, “Com Amor, Simon”, virou filme em 2018. Mas eu achei esse ainda melhor! O livro fala sobre Molly, uma menina de 17 anos que já teve 26 crushes secretos, mas nunca beijou um menino. A principal questão da Molly é que ela sente que paixões correspondidas são para meninas magras. Ela evita rejeição porque ela tem certeza que vai ser rejeitada. Afinal, quem vai se apaixonar pela gorda? É um livro leve, divertido, sem dramas trágicos. São só dúvidas reais, muitas das quais eu tive na minha adolescência. Dá vontade de sair grifando tudo.

BOM DE CAMA, Jennifer Weiner

Eu li esse livro há cerca de dez anos, muito antes de qualquer empoderamento ou aceitação na minha vida. Quero até ler de novo nesse momento diferente. O mote é de fazer qualquer gorda arrepiar: a protagonista, Cannie, descobre que seu ex-namorado escreveu uma coluna para uma revista com o tema “como é namorar uma pessoa gorda”. Eu lembro até hoje qual era a primeira frase da coluna do ex, que está logo na primeira página do livro: “Eu lembro do dia em que eu descobri que a minha namorada pesava mais do que eu.” Imaginem isso! Deu dor no peito? Pois é. Esse livro é pra rir, chorar e tudo mais. Um clássico.

DUMPLIN, Julie Murphy

Esse acaba de virar filme do Netflix e é ótimo mas o livro é tããão melhor! É sobre Willowdean, uma menina gorda em uma cidade que gira em torno de um concurso de miss. A mãe dela, que foi eleita miss na adolescência, organiza o concurso e sempre se entristeceu com a filha fora do padrão. Mas a menina tem aquela autoestima maravilhosa, nunca teve problema em ser gorda. Até que ela se apaixona por um carinha gato e começa a se questionar. Para tentar recuperar sua auto-confiança, ela resolve se inscrever no concurso, inspirando várias outras meninas fora do padrão. A história é leve e eu me identifiquei com vários momentos. Ah, como as outras pessoas fazem a gente se questionar! (Mesmo se você assistiu o filme e achou mais ou menos, vale a p[ena ler o livro. Ele é muito mais complexo.)

PUDDIN, Julie Murphy

O segundo da série do Dumplin, acho que ainda não foi lançado em português mas deve ser em breve. Este acompanha a Millie, uma das meninas que acabou ficando amiga da protagonista do livro anterior depois que ela resolveu entrar no concurso. Millie é bem mais gorda que a Willowdean, gorda mesmo. Mas ela ama se arrumar e sonha em ser apresentadora de TV, mesmo sabendo que a TV só quer gente magra. Só que a mãe dela é dessas que vive de dieta e acha que a vida da menina só vai começar mesmo quando ela for magra. Manda a menina todo ano para um acampamento de emagrecimento e acha que ela precisa emagrecer para ser aceita. Uma história sobre as dificuldades de querer aceitar seu corpo quando o mundo acha que ele não devia ser aceito assim.

GOOD LUCK WITH THAT, Kristan Higgins

Ai minha Nossa Senhora, esse é de rir e chorar e sentir vários socos no estômago e meu Deus eu quero tanto abraçar essa autora! Kristan é uma das minhas autoras favoritas, escreve comédia romântica como ninguém. Mas esse livro mistura drama e comédia romântica de um jeito que me fez chorar horrores. A história é sobre três mulheres que se conheceram no “fat camp”, um acampamento de verão estilo spa, focado no emagrecimento, para adolescentes. É bem comum nos EUA e eu acho um horror, mas enfim. Elas são amigas desde a adolescência, e quando estavam no acampamento, fizeram uma lista de tudo que elas iam fazer quando fossem magras. Coisas como andar de cavalinho nas costas de alguém (você também tem esse trauma?), malhar só de calça e top, ter um relacionamento de verdade. Agora, nos trinta e poucos anos, uma delas morre. Ela se tornou daquelas obesas mórbidas que não conseguem sair da cama e que os bombeiros têm que quebrar a porta pra tirar da casa. E seu último desejo é que as amigas de adolescência coloquem em prática a tal lista. As amigas não conseguem entender como ela chegou àquele ponto, se culpam por não terem sido mais próximas, e decidem fazer a lista mesmo sendo gordas. Elas são as gordas que vivem vidas normais, comendo, se exercitando, como nós. Mas cada uma com seus traumas e inseguranças. É impossível não se identificar. Sério, esse livro é um soco no estômago. Infelizmente ainda não foi traduzido para o português, mas eu te recomendo aprender a ler em inglês só pra isso, porque todo mundo precisa desse livro na vida. Ou então encha as redes sociais da autora com pedidos para que o livro seja traduzido para o português.

ELEANOR & PARK, Rainbow Rowell

Eleanor é uma adolescente grande. Alta, gorda, de ombros largos. E ruiva. E vive descabelada e usa roupas meio bizarras. Park, um nerd que se especializou em nunca chamar a atenção dos populares, acha aquilo completamente descabido. Por que chamar atenção para você mesma quando você é grande e gorda e nerd? Mas… Bom, ele muda de opinião. E é um livro lindo e inteligente. Vale a leitura.

THE LIST, Siobhan Vivian

Outro que infelizmente ainda não foi traduzido, apesar de vários livros da autora já terem sido lançados no Brasil. O livro fala sobre padrões de beleza da forma mais clara possível. A cada ano, em um colégio, sai uma lista com a menina mais bonita e a mais feia de cada série. Oito meninas no total, entre freshmen (o nosso nono ano) e senior (o nosso terceiro ano do ensino médio). E a vida delas é afetada diretamente por essa lista, e o livro segue cada uma das oito nas semanas seguintes à divulgação da tal lista. A gente acharia que só a vida das consideradas mais feias iria piorar, né? Mas não. Entre as mais bonitas, está uma menina que desenvolveu anorexia durante as férias de verão. Ela começa o ano determinada a lutar contra o transtorno. Mas aí surge a lista, com o comentário “que diferença um verão faz.” A anorexia fez com que outras pessoas a achassem a mais bonita do seu ano. Todo mundo a considera uma sortuda, e ninguém tem noção do que ela está sofrendo. É de emocionar.

ACONTECEU EM PARIS, K. S. R. Burns

A protagonista do livro vive infeliz a partir das regras da dieta perpétua. É uma série de regras que vão desde coisas bem razoáveis, tipo não coma na frente da TV; a coisas que todas nós já ouvimos de profissionais da “saúde”, tipo não coma carboidrato e proteína na mesma refeição porque engorda; a coisas absurdamente esdrúxulas, do tipo se você sentar e sentir a sua cintura com os cotovelos, você está gorda demais. E aí ela decide passar uma semana em Paris. O livro poderia ser melhor, mas é interessante para ver de fora o tanto que a gente fica surtada quando vive de dieta.

PEQUENAS GRANDES MENTIRAS, Liane Moriarty

Virou série da HBO com um elenco arrasador, e é excelente. A história em si não é sobre transtornos alimentares, é mais suspense. Mas tem aquela personagem que a gente conhece bem: parece ter a vida perfeita, mas sofre com anorexia. Sua baixa autoestima acaba afetando sua vida e seus relacionamentos. Um livro com personagens complexas, que mostra que a vida nem sempre é como aparenta ser. 

Bom, essa é a minha listinha até o momento. Já fiz uma pesquisa aqui no Goodreads e achei vários outros livros que têm personagens gordas ou que abordam transtornos alimentares. Então terei mais sugestões em breve! E se você tiver sugestões, me conta! Adoro dicas de livros.

Gabi Lessa

Gabi Lessa

Deixe um comentário

Sobre Nós

O Gorda é a mãe é um blog sobre autoestima, positividade corporal, feminismo, maternidade e mais um bocado de coisa interessante. Vem com a gente!

Posts + Recentes

Curte Aí!

Insta Feed